Projeto Mulheres de Visão concorre ao Prêmio Piauí de Inclusão Social


Jornalista entrevistando as participantes do Projeto

“Uma visão empreendedora, que não depende de aspectos físicos, mas de sabedoria, inteligência e colocar para frente aquilo que elas fazem bem”. Essa frase compõe uma das  reportagens feitas com o Projeto Mulheres de Visão, que está concorrendo ao Prêmio Piauí de Inclusão Social, organizado pelo Grupo Meio Norte.

As reportagens estão disponibilizadas no portal meionorte.com e a outra no Youtube. Iraildon Mota, presidente da Escola Comradio e do Instituto Ileve expressa o contentamento da participação do Projeto na iniciativa.  “Primeiro reconhece uma atividade inovadora da qual tem como desafio maior fazer com que mulheres cegas empreendam. E obviamente, que está no meio de organizações sociais contempladas com o convite ou com a possibilidade de ganhar um prêmio como esse, engrandece muito a organização”, disse o presidente.


Equipe de reportagem da Rede Meio Norte entrevistando Iraildon Mota

O Prêmio está na sua 15ª edição. Tem como propósito incentivar as ações de responsabilidade social do Estado do Piauí. Iraldon Mota, ainda falou que concorrer ao prêmio, “ajuda a organização social e o próprio projeto a ter um reconhecimento do seu trabalho. E também promove a temática que temos trabalhado no Projeto Mulheres de Visão que é expandir a possibilidade que a mulher cega possa ser empreendedora também. Estamos muito felizes com esse resultado nesse prêmio”, afirmou.

Acesse o link  da reportagem no Portal meionorte.com  e também assista ao conteúdo produzido para a TV Meio Norte. 

4 visualizações0 comentário

Projeto Mulheres de Visão - Todos os direitos reservados.