• Gustavo Marques

Mulheres de Visão é finalista no Prêmio Piauí de Inclusão Social

Na 15º edição o Prêmio Piauí de Inclusão Social objetiva incentivar as ações de responsabilidade social do Estado do Piauí. Entre 25 casos de atuação construtora o projeto Mulheres de Visão está concorrendo ao prêmio, que é uma parceria do Grupo Meio Norte de Comunicação com o Governo do Estado do Piauí. A entrega de certificados a todos aqueles que concorreram e dos troféus será no dia 23 de janeiro no auditório da Tupperware às 19h.


O presidente da Escola Comradio e do Instituto Ileve, e coordenador do projeto, concedeu entrevista falando da alegria de estar participando da premiação.



Presidente da Escola Comradio e do Instituto Ileve com um microfone na mão e com uma camisa da cor salmão.

Como você define o Prêmio Piauí de Inclusão Social?

Na verdade é uma é um reconhecimento às organizações e pessoas que trabalham dedicando a sua vida e as suas organizações para ajudar outras pessoas. É o único prêmio do Estado do Piauí nesta categoria e muito festejado pelas organizações que estão sendo contempladas como finalistas.



Fotografia com um grupo de mulheres cegas no estúdio de Rádio.

Porque concorrer a esse prêmio?

A única coisa que separa uma pessoa com deficiência visual das outras pessoas é a oportunidade de estar entre instituições que trabalham para colaborar com a melhoria da vida delas, e de certa maneira, proporcionar oportunidades.

O projeto Mulheres de Visão ver isso como uma grande oportunidade de dizer para a sociedade que existem pessoas cegas com dificuldades, mas também com potenciais. Esse raciocínio faz com que nós acreditemos muito na possibilidade de que pessoas vendo mulheres cegas, fazendo algo que seja útil à sociedade, cria-se empatia social e assim tenhamos um caminho mais simples para inclusão.



Grupo de mulheres participando de uma dinâmica com um elástico em um momento de descontração

Quais são os benefícios de concorrer a um prêmio como este?

Os benefícios do ponto de vista do projeto são gigantescos. Primeiro como prova de que alguém, para além do financiador, reconhece o trabalho feito em um projeto. Segundo eleva, com certeza, a autoestima para as beneficiadas do projeto e o terceiro dá essa visão para a sociedade do que estamos fazendo. Isso aumenta o grau de responsabilidade, obviamente, mas também de possibilidade e credibilidade da organização, no caso da Escola Comradio e do Instituto Ileve.



O jornalista do Sistema Meio Norte entrevistando uma das participantes.

Qual a importância desse prêmio?

Muito importante, para além dos números ele é importante para elevar a autoestima das participantes e fazer com que a nossa organização e nossa equipe, possa ser cada vez mais forte, serena e equilibrada rumo a essa grande busca nossa, no caso do projeto Mulheres de Visão que é acessibilidade.



Fotografia posada com as beneficiadas do projeto com o professor Iraildon Mota, e ao fundo o Túnel Sensorial.

E as expectativas, como estão?

Já ganhamos. O fato de estarmos relacionados em um grupo de instituições que prestam um trabalho importante para o Estado do Piauí e serem poucas, ao todo são 25, e nós estarmos entre elas, isso já é uma vitória. O resultado, quando você se esforça, treina, prática e exercita muito, pouco importa o resultado. Se o resultado for o prêmio no final para recebermos um certificado de reconhecimento, maravilha. Mas já estamos muito felizes de estar entre os melhores.

24 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Spotify