top of page

Blog

Acessibilidade digital no Brasil: cenário ainda distante

A acessibilidade digital no Brasil se tornou um assunto urgente e uma necessidade de primeira ordem. Mas sua empresa está por dentro desse tema?


Primeiro, é preciso reforçar e destacar que promover condições de um acesso igual na internet é um direito de todos os cidadãos. E está previsto na lei brasileira.


A Lei Brasileira de Inclusão (Lei nº 13.146/2015) torna obrigatória a acessibilidade nos sítios de internet, mantidos pelas empresas que possuem sua sede, ou tenham alguma representação comercial no Brasil, bem como os órgãos públicos.


Consta no Art. 63: “É obrigatória a acessibilidade nos sítios da internet mantidos por empresas com sede ou representação comercial no País ou por órgãos de governo, para uso da pessoa com deficiência, garantindo-lhe acesso às informações disponíveis, conforme as melhores práticas e diretrizes de acessibilidade adotadas internacionalmente.”


Porém, apesar da lei, o Brasil ainda caminha a passos lentos quando falamos de acessibilidade digital. Para se ter uma ideia, menos de 1% dos sites brasileiros são acessíveis.

Uma triste realidade nacional: a maioria dos sites brasileiros não estão preparados para incluir e há uma grande carência de investimentos em acessibilidade digital por parte das empresas.


Mesmo companhias mais comprometidas com o tema ESG (em português, Governança Ambiental, Social e Corporativa) têm dificuldade de tornar seus sites acessíveis para pessoas que necessitam de recursos para navegar livremente na web. A acessibilidade, seja digital ou física, ainda é pouco tratada pelas empresas no Brasil.


Além disso, ainda falta conhecimento das empresas sobre a lei de inclusão e não há uma forte fiscalização ou penalização para as organizações que descumprem as normas.

Mas uma coisa é fato: precisamos mudar esse cenário.


Ambiente digital faz parte da vida de milhões de brasileiros

Ainda mais com o peso que a internet tem em nossas vidas atualmente. Trabalhamos, compramos, estudamos, pagamos contas, nos comunicamos e nos informamos pelas páginas da web.


Além disso, o Brasil é um dos países mais conectados do mundo no ambiente online. Cerca de 85% dos brasileiros navegam na web diariamente, gastando em média 9h 29 min (Hootsuite). Quantas pessoas, então, estamos deixando de fora? Infelizmente, podemos dizer que são milhões!


Afinal, cerca de 60 milhões de brasileiros precisam de algum tipo de recurso de acessibilidade digital para navegar na web.


São aproximadamente 45 milhões de pessoas com alguma deficiência, segundo dados do IBGE, que representam cerca de 24% da população. Mas além das pessoas com deficiência, também enfrentam dificuldades para acessar os conteúdos na web, pessoas idosas, analfabetas, analfabetas funcionais, com limitações temporárias, entre outras.


Sendo assim, embora o Brasil seja o segundo país do mundo que passa mais tempo na internet, não são todos os brasileiros que conseguem acessar com autonomia essas informações. Isso, por si só, já se torna um impedimento para que a inclusão digital aconteça no país.



Como começar a investir na acessibilidade digital

Portanto, só a acessibilidade digital pode mudar essa realidade. Ou seja, só podemos transformar esse cenário eliminando barreiras que ainda existem na web e melhorando a usabilidade dos sites para pessoas com deficiência ou limitações.


A EqualWeb, oferece uma solução completa para seu site se tornar acessível, de acordo com as diretrizes globais e a legislação nacional.


A partir do uso de algoritmos de Inteligência Artificial e com a instalação de até 31 recursos automáticos, tornamos qualquer website em um ambiente acessível para pessoas com necessidades específicas de navegação.


A partir do momento que um site se torna acessível, a empresa passa a se posicionar como uma marca que acredita e é promotora da inclusão, da diversidade e da acessibilidade. Isso, por sua vez, vai fazer com que mais usuários se sintam atraídos em comprar e consumir esse conteúdo, já que hoje os consumidores valorizam organizações engajadas em questões sociais.



Leia a matéria completa:





Blog

bottom of page